Redação 10: O Tema




Este é o GR de número 10. 

Estamos, agora, finalizando a primeira parte das orientações destinadas à produção da redação. Nos 9 artigos anteriores, focamos no aspecto da argumentação: você aprendeu como argumentar e como não argumentar. E no GR anterior nós falamos a respeito de opinião. 

Hoje, eu quero separar um tempo para falar de tema. O tema é a origem de sua redação, pois é a partir dele que você vai refletir, se posicionar e escolher os argumentos que serão desenvolvidos. Se você não entender o tema, já era: todo o trabalho que vier depois irá por água abaixo. Não adianta escrever perfeitamente bem sobre "abacaxi" se o tema proposto foi sobre "abacate".

Vejamos um exemplo:

"Como conscientizar o uso sustentável dos recursos naturais?" 

Veja que o tema NÃO é "uso sustentável dos recursos naturais". Veja que o tema NÃO é "recursos naturais". Veja que o tema é COMO CONSCIENTIZAR o uso sustentável dos recursos naturais. Então, se você escrever uma redação dizendo "como devemos usar os recursos de modo sustentável" você estará fugindo do tema proposto e isso significa um ZERO (para os avaliadores mais radicais).

Logo, a que conclusão chegamos? Resposta: ENTENDA o tema. Não basta ler. É preciso ENTENDER e, para entender, é preciso ler várias vezes.

Geralmente, nos vestibulares, nos concursos públicos e no ENEM, o tema não aparece como uma simples frase, mas sim aparece acompanhado do chamado "texto motivador". E, claro, você não pode copiar nem se basear nesse texto, ou seja: é um texto "desmotivador", porque se você copiar a ideia dele você não estará sendo original.

Porém, em outros concursos públicos a coisa é diferente. Lembro-me bem de um exemplo: ao invés do tema ter aparecido na prova acompanhado de textos motivadores, o fiscal da prova simplesmente tirou o lacre de um envelope e leu o tema da redação, que era: "se a justiça clava forte, verás que o filho teu não foge à luta".

De todo modo, não importa se o tema é dado direto ou então acompanhado por textos motivadores. O que interessa é que você deve entendê-lo perfeitamente e não fugir dele. Se você começar a sua redação falando de "abacaxi", precisa terminar falando de "abacaxi" se o tema for "abacaxi".

O tema é uma restrição do assunto. O assunto "política", por exemplo, possui diversos temas: história da política, polêmicas políticas, corrupção, funcionamento da política, etc... Às vezes, o tema é objetivo, sendo claro e atual. Em outras vezes, ele pode ser subjetivo, associado, por exemplo, às emoções ou aos valores humanos (amizade, justiça, amor, tristeza, etc...). Em outras vezes, o tema aparece como uma pergunta que deve ser respondida por você. Ou então, o tema pode ser alternativo: você precisa escolher um lado (ou pró, ou contra).

Com tanta flexibilidade e variedade, o tema é algo imprevisível e é capaz de pegar de surpresa até os mais bem preparados. É por conta dessa diversidade que o principal segredo da redação continua sendo a "visão de mundo", o "conhecimento". Você precisa saber um pouco de tudo, tanto conceitos quanto atualidades.

"Ah, mas eu só vou fazer redação no ENEM e pronto!"

Negativo! A redação é apenas uma das facetas de seu conhecimento e de sua visão de mundo. Todos nós passamos a nossa vida escrevendo, falando, se expressando e se comunicando. As pessoas emitem impressões de nós baseando-se em nossa postura e em tudo aquilo que falamos ou fazemos. Os profundos propósitos da redação vão nos acompanhar em nossas vidas profissionais e pessoais.

Não se trata apenas em escrever um monte de palavras no papel. Trata-se de escolher que tipo de pessoa você quer ser. Atualizada ou esquecida no tempo? Guiada pelo senso comum ou detentora de visão? Manipulada pelas mídias ou possuidora de senso crítico? Pensada pelos outros? Vendida pelos outros que agem segundo os seus interesses?

Seu dever de casa para a próxima semana será acompanhar, agora, as manchetes diárias. Escolha um portal (G1, UOL, etc...) para acessá-lo antes de dormir. Se houver conceitos específicos que você não entender procure saber o significado deles. Esteja disposto, a partir de agora, encarar a "redação" segundo os seus propósitos mais profundos.

Sinta-se desafiado a manter esse hábito. Pode parecer chato no início, mas quando você menos esperar, não estará dormindo sem, ao menos, ver uma notícia.

No próximo GR, vamos começar a falar a respeito da estrutura da redação. Você começar a falar de adequação vocabular, paragrafação, coesão, entre outros assuntos.

Ir para o Gramaticando Redação 11

Um comentário: