Redação 5: o contra-argumento




Este é o Gramaticando Redação de número 5. 

Até agora vimos algumas estratégias de argumentação, ou seja: formas para você tornar a sua opinião mais forte e convincente. Aprendemos a respeito da causa e da consequência, a respeito do poder das citações diretas e indiretas e dos exemplos

Hoje vamos falar sobre o contra-argumento

O contra-argumento consiste na refutação contra um argumento oposto. Como assim?

Vamos pegar um exemplo bem polêmico. Supondo que o tema seja a respeito do "aborto" e que eu seja contra ele. Ao invés de eu expressar argumentos contra o aborto, eu posso expressar os argumentos contra os argumentos a favor do aborto.

Vamos lá:

Argumento a favor do aborto: "o aborto é uma solução para a gravidez indesejada, evitando que uma criança nasça em meios aos problemas familiares, sem ter a devida orientação de pais que realmente quiseram concebê-la". 

Contra-argumento: "o aborto realmente pode parecer uma solução para a gravidez indesejada. Porém, existe uma solução muito melhor, que são os eficazes e conhecidos métodos anticoncepcionais. É muito melhor se prevenir com responsabilidade do que assassinar uma vida inocente." 

Não quero me aprofundar nessa questão polêmica. Apenas exemplifiquei o aspecto do contra-argumento. Conseguiram entender?

A contra-argumentação nada mais é do que contestar e derrubar o argumento opositor. É uma espécie de "feitiço virou contra o feiticeiro", ou seja: eu uso o argumento opositor ao meu favor, derrubando-o. É evidente que, para usá-lo, você precisa ter a mente mais aberta e se imaginar a posição contrária ao da sua, pois você precisa refutar os argumentos contrários aos da sua opinião.

Agora podemos atualizar o nosso roteiro:

1 - ler o tema (será explicado mais adiante)
2 - se posicionar a respeito do tema
3 - Argumentar
3.1 - argumentação por causa e por consequência
3.2 - argumentação por exemplos
3.3 - argumentação por citações
3.4 - contra-argumentação

Do tópico 3.1 ao 3.4 encontra-se o necessário para se escrever uma boa redação. Com esses quatro tipos de argumentos, você será capaz de combiná-los, de formar a sua opinião e de defendê-la de modo consistente e convincente. Por enquanto, não se preocupe com gramática, com temas, com parágrafos e com a estrutura da redação. Foque nesses quatro tipos de argumentos, pois eles serão o combustível que irá dar movimento ao seu texto.

Na tarefa de casa passada, você foi convidado a ler a respeito de economia. Agora, eu proponho a você um outro assunto: política externa.

O primeiro dever de casa foi sobre política interna, ou seja: assuntos domésticos, política interna do país. Você aprendeu como o Brasil funciona e como os ministérios trabalham. Agora, é hora de aprender outros conceitos, como por exemplo:

1 - Globalização
2 - ONU e missões de paz
3 - Mercosul
4 - BRIC

Leia a respeito desses temas ao longo dessa semana e você poderá desenvolver mais seu senso crítico e sair da "massa", do "senso comum", ou seja: parar de ser "pensado" pelos outros e passar a pensar por conta própria.

E baseado em suas leituras e no cumprimento desses pequenos deveres de casa que foram dados desde o GR 1, você ficará mais antenado com certos assuntos da atualidade. 


Ir para o próximo artigo

4 comentários:

  1. Gostei. Estou aprendendo bastante. Este blog tem aberto minha mente diante da Língua Portuguesa.

    ResponderExcluir
  2. este blog é muito show ,me ajuda muito

    ResponderExcluir
  3. Cara, mt bom!! Vlw msm!!

    ResponderExcluir
  4. Também me ajudou muito valeu

    ResponderExcluir