Redação 7: Coerência




Este é o GR de número 7. 

No GR anterior, começamos a falar a respeito das formas erradas de argumentar. Citei cinco tópicos importantes que você deve levar em conta no momento em que você for escrever. 

Hoje vamos falar de uma coisa chamada COERÊNCIA. 

Ser coerente é escrever alguma coisa que tenha sentido. Um exemplo de incoerência seria:

"Hoje está fazendo sol. Logo, eu posso assistir televisão e comer chocolate com o computador desligado." 

Veja que essa expressão não tem coerência entre os termos, ou seja: o significado final desse período foi comprometido. Na redação, a coerência é perdida nas relações entre os argumentos e entre os fatos, como causa e consequência, ou então proporção.

Porém, existe um outro tipo de problema de coerência que é a "fuga ao tema". Veja este exemplo:

O Brasil possui muitos recursos naturais, mas tem os desperdiçado com queimadas e desmatamento. É preciso que nós tenhamos a ciência de que os recursos naturais não são infinitos. Além disso, a Amazônia é alvo constante da cobiça internacional. Isso significa dizer que precisamos investir em nossas defesas para projetar a nossa soberania sobre os olhos dos outros países. As implicações geopolíticas associadas a isso são profundas e, para tanto, precisamos aprimorar a formação e a educação dos profissionais que atuam nas relações internacionais. A educação é importante para uma nação, pois assim é possível consolidar as bases para um futuro sólido para a nossa sociedade. Desse modo, vamos garantir uma sociedade mais justa e íntegra. Somente pela educação poderemos conferir justiça e um bem estar à população, trazendo mudanças profundas em nossa cultura. 

Aparentemente esse parágrafo está coerente e coeso. Porém, veja que eu começo falando de "Amazônia", viajo por entre "geopolítica" e "relações internacionais", passo pela "educação" e termino com "sociedade". Eu literalmente perdi o foco. Um assunto foi puxando o outro e eu acabei me perdendo em minhas ideias, criando uma bola de neve.

De certo modo, esse problema também pode ser considerado um problema de coerência, pois não é possível se extrair do parágrafo a sua ideia central. Ele, solto desse modo na redação, não faz relação direta nem coerente com nenhum outro parágrafo.

Isso é normal na redação, pois nós, seres racionais, escrevemos na velocidade de nosso raciocínio. Porém, não podemos despejar tudo no papel conforme nós pensamos. É preciso trabalhar os argumentos, relacioná-los de modo coerente sem perder o foco.

Coerência é um importante aspecto da argumentação. Lembre-se sempre disto: jamais perca o foco. Evite puxar um assunto seguido de outro e concentre-se em argumentos sólidos e consistentes, mantendo, sempre, a coerência entre eles.

O dever de casa da semana passada foi sobre sustentabilidade. Você procurou por textos que falassem a respeito de meio ambiente, uso sustentável dos recursos, entre outros aspectos.

Para essa semana, eu gostaria que você pensasse a respeito do tema "sociedade", prestando atenção a estes tópicos:

1) Como conviver harmoniosamente em sociedade?
2) Liberdade e justiça na sociedade
3) Respeitar o espaço dos outros
4) O que são os "direitos humanos"? 


Ir para o Gramaticando Redação 8

Nenhum comentário:

Postar um comentário