Redação 9: A Opinião




Este é o GR de número 9. 

Já falamos como "argumentar", como "não argumentar" e, agora, vamos partir para algumas considerações gerais. Hoje, vamos falar a respeito da "opinião". 

"Opinião" e "argumento" andam juntos. Você não pode opinar sem ter um argumento, nem argumentar sem ter uma opinião. Ao dizer "eu gosto de refrigerante", automaticamente há um argumento embutido aí, que pode ser "o refrigerante é saboroso". Portanto, se você não tem opinião, então é porque faltam argumentos e isso se deve à falta de conhecimento do assunto.

Se o tema for algum assunto que você não conhece, então você não terá o que argumentar e, consequentemente, não terá opinião. Portanto, além de dominar as técnicas de argumentação, é preciso ter, ao menos, um conhecimento conceitual de assuntos estratégicos, algo que você teve a oportunidade de ver ao longos dos GRs.

Para a redação, você precisa ter uma opinião clara e objetiva. Se a temática for alternativa (você precisa tomar uma posição ou outra, como as temáticas de "favor" e de "contra"), então esclareça bem a sua posição.

Ex: "Você é contra ou a favor da pena de morte?"

A temática pode também ser uma pergunta. Então, você deve, em seu texto, responder a essas pergunta.

Ex: "Trânsito caótico nas cidades: um problema sem solução?"

Existem temas que abordam problemáticas. Nessa ocasião, você deve propor uma solução, explicando o motivo de ela ser capaz de resolver a situação.

Além disso, você pode expressar a sua opinião de modo condicional, expondo devidamente as condições com argumentos consistentes.

Ex: "Eu sou a favor da privatização da malha ferroviária do país, desde que os acionistas majoritários sejam brasileiros e assumam o compromisso verdadeiro de aprimorarem o serviço sem elevar o custo das passagens."

Emitir "opinião condicional" é diferente de "ficar em cima do muro", que seria este caso:

Ex: "Eu sou a favor da privatização da malha ferroviária do país, pois através da privatização os serviços poderão melhorar. Porém, eu sou contra a privatização porque isso é uma tendência neoliberal e o Estado não pode se sujeitar a isso".

Logo, ao começar a redação, tenha em mente que você precisa ter uma opinião firme, objetiva e constante ao longo do seu texto. Ela precisa ser clara e estar bem apresentada para o leitor. Quando o leitor "bater os olhos" no primeiro parágrafo de sua redação, ele deverá saber qual é o seu posicionamento a respeito do tema.

Caso você fique na dúvida a respeito do próprio posicionamento, estimule a argumentação. Pergunte-se a respeito das causas e das consequências relacionadas ao tema. Procure por exemplos relacionados ao assunto e busque por comparações. Use as técnicas de argumentação apresentadas pelos GRs para você estimular o seu próprio posicionamento.

A opinião é a marca registrada de uma redação. Se ela não for objetiva, não for clara e abrir espaços para interpretação, então a sua redação estará seriamente comprometida. Afinal, não ter opinião seria o mesmo que comparecer a um debate e nada defender ou nada atacar.

O seu dever de casa para a próxima semana será acompanhar as notícias. Você pode acessar o G1 ou o portal do UOL, por exemplo. Escolha as notícias mais interessantes que estiverem em manchete na página principal, mas procure ler um pouco de tudo, como "economia", "mundo", "política", "esportes", "ciência", etc... Assuma o compromisso de acessar esses portais pelo menos uma vez ao dia. Caso haja termos que você não entenda (por serem específicos demais na área), vá atrás do conceito e aprimore ainda mais a sua visão de mundo.

Essa é a maneira correta de se escrever bem. Não há mais segredos.

Só depende de você.


Ir para o Gramaticando Redação 10

Nenhum comentário:

Postar um comentário