Discurso direto, indireto e indireto livre

Tags: tipos de discurso, discurso direto, discurso indireto, discurso indireto livre 

Olá povo,

Hoje nós vamos falar sobre os tipos de discursos. Para que serve isso? Serve para duas coisas: escrever um livro (ou qualquer narrativa) ou para fazer prova de português. Legal, não?

DISCURSO DIRETO

Como o nome diz; é diretão mesmo! Aparece a fala direta das personagens, usando travessão, por exemplo:

Frederico disse ao Jurandimar:
─ Pode mandar a bola, meu chapa! Deixa comigo que eu a pego! 




DISCURSO INDIRETO 


Como o nome diz, é indireto: a fala da personagem é apresentada de forma "indireta" através do narrador. 


Frederico disse ao Jurandimar que poderia lançar a bola. 



DISCURSO INDIRETO LIVRE

É quando a fala da personagem se confunde com a fala do narrador. Ou seja: você não sabe se o pensamento é do narrador ou da própria personagem.

Frederico olhou para Jurandiro, dizendo para mandar a bola, 
mas parecia que seria inútil dizer aquilo. Coitado...

Eu pergunto: é o narrador que acharia inútil dizer ou o Frederico? É isso que caracteriza o discurso indireto livre. Quem foi que disse "coitado"? O Frederico ou o narrador ou os dois?

Verbatin!


As explicações nas postagens possuem, de forma estratégica, caráter informal e coloquial para preservar o conceito autor-leitor, que faz parte do modelo expressivo cultivado pelo blog. Leve em consideração o conteúdo da postagem e não a forma em que ela será apresentada. 

Crédito das imagens na ordem em que foram apresentadas
100assunto
lugardohumor.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário