ESCREVA CERTO - Catálogo Ortográfico



Este é o catálogo ortográfico do Blog do Gramaticando







Nos ajude a aumentar essa lista, comentando as suas dúvidas! 


21 comentários:

  1. Olha, o site é muuito bom, mesmo! Mas eu tive uma dúvida recentemente, que já me foi esclarecida, porém acho que ajudaria muitos por aqui, também! A diferença entre 'TEU' e 'SEU'!
    TEU: Se referindo à 2ª Pessoas do Singular
    SEU: Se referindo à 3ª Pessoa do Singular
    Mas o blog de vocês é sensacionalmente SENCACIONAL (Pleonasmo Rolando Solto)! Abração... E Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Olá Murilo,

    A questão do "teu" e do "seu" é bem interessante e, por conta de seu comentário, devo fazer uma postagem sobre essa diferença.

    Se usa "teu" quando é usado "tu". E se usa "seu" quando é usado "você".

    Exemplo:

    Tu deves pegar TEU casaco.
    Você deve pegar SEU casaco

    É basicamente essa diferença.

    Há outras pegadinhas que envolvem o TU e o VOCÊ, como é o caso dos verbos empregados no imperativo.

    Ex:

    CANTA TU
    CANTE VOCÊ

    E, para encerrar, mais um complemento interessante: "você" é pronome de tratamento e "tu" é pronome pessoal.

    Espero ter ajudado. Obrigado pelo seu comentário, é interessante.

    ResponderExcluir
  3. Qual é forma correta: por sua participação ou pela sua participação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora você me pegou, heheh.

      Eu acredito que a forma correta seja "pela sua participação", mas eu preciso confirmar isso, ok?

      Afinal, se nós retirarmos o "sua", estaria errado dizer "por participação".

      Ex: obrigado por participação (certo: obrigado pela participação)

      Portanto, acredito que a concordância correta seja "pela sua participação".

      Não tenho certeza, mas vou pesquisar isso, ok? Sua pergunta foi boa.

      Obrigado PELA sua participação e volte sempre

      Um abraço

      Excluir
    2. Vinic, permita-me um aparte nesta questão!
      Creio que o problema seja de pessoalidade(subjetivismo) ou impessoalidade (objetivismo).
      Neste caso, acredito que ambas podem estar corretas, pois dependerá do grau de intimidade entre as pessoas, como ocorre como uso dos artigos.
      Assim, penso que se usa "pela participação" quando se quer ser impessoal e "pela sua participação" quando se pretenda algo mais próximo, mais familiarizado.
      Já o "por sua participação" seria bastante impessoal, o que em uma redação, por exemplo seria mais aceitável. Denotaria respeito, mas não familiaridade.
      Espero ter contribuído!
      Um abraço!

      Excluir
  4. o correto é "EM GREVE" ou "DE GREVE".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende do verbo...

      Se você se refere ao uso do verbo "estar", então o mais correto, no meu ponto de vista, é dizer "em greve". Veja estes exemplos:

      1 - Estou na greve dos bancários.
      2 - Estou numa greve.

      O "na" é a junção do "em + a". O "numa" é junção do "em+uma", mostrando que o verbo "estar" exige a preposição "em". Logo, o mais correto seria dizer "estamos em greve".

      Porém, eu digo isso me referindo ao verbo "estar". Veja o exemplo com o verbo "participar":

      1 - Eu participo da greve.
      2 - Eu participo de greve.
      3 - Eu participo duma greve.

      Não está errado dizer "da greve" ou "de greve" com o verbo "participar", pois ele exige a preposição "de", que pode se combinar com o artigo definido (de+a=da) de "greve", bem como o indefinido (de+uma=duma).

      Agora, se for isolado (se não tiver nenhum verbo), que é a situação de uma placa ou aviso, então escreva "em greve" (que, ao meu ver, é o mais usual).

      Excluir
  5. Vivianne
    Tenho muitas dúvidas....
    Como fazer citações bibliográficas em textos de pós-graduação segundo as normas ABNT?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viviane, isso depende do tipo de citação bibliográfica (se foi livro, se foi site, se é apenas um autor, se foi algum trabalho acadêmico, etc...)

      Acesse esse link: http://www.leffa.pro.br/textos/abnt.htm

      Nesse link, você vai encontrar todas as normas, em detalhes, a respeito das citações e referências bibliográficas pela ABNT. Já usei essa página para fazer meus trabalhos acadêmicos. Afinal, ninguém vai decorar todas as normas. Porém, precisamos saber onde encontrá-las e o lugar certo está nesse link.

      Espero tê-la ajudado. Se tiver mais alguma pergunta, pode fazer.

      Excluir
  6. como se escreve:
    semi-profissional ou semiprofissional?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa pergunta.

      O correto é "semiprofissional". Isso ocorre por causa das milhões de regras a respeito do hífen. Só seria escrito com "hífen" caso a palavra seguinte começasse com "h" ou com "i" (mesma vogal da última de "semi"). Para qualquer caso diferente disso se escreve sem hífen, com um detalhe especial: se a palavra seguinte começar com "r" ou com "s", deve-se dobrar essas letras (ex: semirreta, semisselvagem).

      Sim, é horrível e é feio, mas é a realidade. O correto, de acordo com a Nova Ortografia, é "semiprofissional".

      Dica: pelas novas regras, percebo que é mais fácil decorar quando se usa hífen do que quando não se usa (antes era ao contrário... qualquer coisinha usava hífen e era mais fácil decorar quando não usava).

      Excluir
  7. Pâmela
    Quando usar o "demais" e o "de mais"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente pergunta!

      DEMAIS = "muito" Ex: "comprei livros demais" (comprei muitos livros), como se fosse algo "exagerado", porque essa palavra vem de "demasiado".

      Além disso, pode significar "outros". Ex: "Os alunos que tiraram 10 na prova saíram da sala. Os demais permaneceram lá."

      De mais: Usamos com a ideia do tipo: "Isso não tem nada de mais", "não vejo nada de mais nisso". Além disso, "de mais" pode ser usado como forma aproximada de "a mais" ou como oposição ao "de menos". Ex: "Ele não colocou pimenta nem de menos nem de mais. Ele colocou na medida certa"

      Obrigado pela sua pergunta.

      Excluir
  8. faz ou fazem??
    por favor me tira essa duvida
    grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, nós não podemos dizer "fazem" quando o verbo "fazer" estiver associado a "tempo" ou "fenômeno da natureza". Exemplo:

      Faz dois dias que eu fui à praia (tempo)
      Faz dias quentes aqui (fenômeno natural).


      Excluir
  9. Esta certo certo a conjugação desta frase?:
    " Estamos nos expondo ".

    ResponderExcluir
  10. qual a forma correta de escrever a frase - haverão dias quentes por aqui?
    e o que tem de errado com ela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A forma correta é "haverá" dias quentes. O verbo "haver" é impessoal.

      Excluir