"Por causa que" ou "por causa de"?

Se existe um erro que me arrepia é o tal do "por causa que". Ouvir um erro desses é o mesmo que arranhar um giz no quadro ouvindo o Restart cantar "Esse Cara sou Eu" em ritmo de funk com a Vanusa. 

Gente, não existe "por causa que", mas sim "por causa de". E, claro, a preposição "de" vai se combinando com os artigos "a" e "o", formando o "da" e o "do", como por exemplo:

Atrasei-me POR CAUSA DO programa da Ana Maria Braga
Atrasei-me POR CAUSA DA Ana Maria Braga

e não... "atrasei-me por causa que eu estava vendo Ana Maria Braga". 




Foto: Se tem um erro que me arrepia é o tal do "por causa que". Ouvir um erro desses é o mesmo que arranhar um giz no quadro ouvindo o Restart cantar "Esse Cara sou Eu" em ritmo de funk com a Vanusa. 

Gente, não existe "por causa que", mas sim "por causa de". E, claro, a preposição "de" vai se combinando com os artigos "a" e "o", formando o "da" e o "do", como por exemplo:

Atrasei-me POR CAUSA DO programa da Ana Maria Braga 
Atrasei-me POR CAUSA DA Ana Maria Braga 

e não... "atrasei-me por causa que eu estava vendo Ana Maria Braga". 

Agora, se você realmente for chique use um "por conta" ou então um "tendo em vista".

2 comentários: