Blog do Gramaticando no Facebook - 1 ano!



A página do Blog do Gramaticando no Facebook acaba de completar 1 ano de existência. A página tem ajudado a levantar a bandeira do Gramaticando na maior rede social do mundo, mostrando, com o seu estilo e com a criatividade de sempre, que é possível inovar o aprendizado da gramática da língua portuguesa. 

Alguns exemplos de imagens usadas nas publicações

As primeiras postagens seguiram o Plano de Metas do Blog do Gramaticando, acompanhando a conclusão dos assuntos do currículo escolar, mas ganhando características próprias ao enfatizar a ortografia e os assuntos práticos ligados ao nosso cotidiano. Inaugurada com a publicação inicial de sete postagens, a página do Blog do Gramaticando no Facebook foi evoluindo e inovando ao longo do tempo, buscando sempre novos tipos de abordagens. Um exemplo foi a série Ache o Erro, que desafiava o internauta a encontrar os erros gramaticais no diálogo entre o pedreiro paquerador e a Angelina Jolie. Outra série do período foi Rapidinhas, cujo propósito era fazer explicações pontuais. 


Foto: Essa é fácil, hein...Foto

Juntamente com a expansão do BG, que havia sido indicado pelo portal InfoEnem como um dos melhores blogs de gramática do Brasil, a página do Facebook continuou crescendo naturalmente, cativando os internautas. Então, ao finalizar os roteiros de estudo, a página lançou a série Gramaticando Redação, que trouxe uma abordagem inovadora à teoria redacional, ajudando o internauta não somente a argumentar bem, como também o orientou e o incentivou a agregar maior conhecimento de mundo. Sistematizando a produção textual em três pilares (técnicas de conteúdo, de forma e conhecimento de mundo), o Gramaticando Redação teve suas publicações transferidas para o blog original e, em breve, ganhará uma nova versão, com atualizações e prezando por uma maior interatividade com os leitores. 


E também não abrimos mão dos memes e dos demais padrões virais da internet, usando as ilustrações para aplicar os conceitos gramaticais. 


Foto: Letra feia é uma coisa. Letra bonita é outra coisa. Letra legível é outra coisa. Letra ilegível é outra coisa. 

Qual é o tipo de letra que você precisa usar na redação? Resposta: letra LEGÍVEL, que possa ser lida. Isso independe de beleza. Você pode escrever de modo torto e feio, mas se eu puder ler o que você escreveu então quer dizer que a letra é "legível". 

Dicas gerais de caligrafia. 

1ª) O "i" e o "j" tem pingo sim. Não adianta ficar teimando e ignorando o maldito pingo. 

2ª) O til é isso: ~. Pronto. Apenas um "s" deitado e esticado. Às vezes, por simples preguiça, acabamos transformando o til num traço horizontal.

3ª) Diferencie o "a" do "o". Lembre que o "o" é cortado e o "a" tem a perninha. 

4ª) Diferencie o "r" do "s". Essa é, sem dúvida, o maior problema da caligrafia. Na letra cursiva, dependendo do modo que a gente escrever, nós acabamos transformando o "r" e o "s" na mesma letra. "Como fazer então?" Dê o seu jeito: pegue uma folha de papel e vai treinando. Depois mostre pra tia, pra vizinha, pra mãe ou pra qualquer um e veja se eles conseguem diferenciar as duas letras. Caso contrário, será melhor treinar mais. 

5ª) Diferencie as letras maiúsculas das minúsculas. Pode parecer simples, mas tem gente que coloca as letras maiúsculas e minúsculas na mesma altura e no mesmo modelo de modo inconsciente, sem perceber. 

Você tem mais alguma dica? Talvez eu tenha me esquecido de alguma. Faça um comentário e compartilhe a sua dica conosco!



A você, amigo leitor, que tem nos acompanhado, eu quero deixar registrado aqui o nosso muito obrigado!





E, claro, nunca vamos parar com as novidades. Sempre vamos nos reinventar a cada dia!





Nenhum comentário:

Postar um comentário