Análise Sintática - Exercícios de Concursos com Gabarito (parte 1)



Esta é a lista de Exercícios de Concursos Públicos do primeiro capítulo do Roteiro de Estudo sobre Análise Sintática. Anote as suas respostas e confira, ao final, o gabarito e os comentários de cada questão. 

Assuntos abordados nesta lista: sujeito, objeto e transitividade verbal.

* * *

Dica: para você ter um maior rendimento nessas questões objetivas, não faça chutes e procure justificar todas as suas respostas (explique todas as alternativas).


* * *

Questão 1 (TJ-SP) -  Analise as frases abaixo e marque a alternativa cujo sujeito é indeterminado:

a) Alguém insistia inutilmente.
b) Anoitecia silenciosamente.
c) Em nossa terra não se vive senão de políticos.
d) Outros caminhos poderia haver.
e) As lágrimas caíram uma a uma de seus olhos

Questão 2 (FGV-SP) - Assinale a alternativa em que o pronome “você” exerça a função de sujeito do verbo grifado.

a) Cabe a você alcançar aquela peça do maleiro.
b) Não enchas o balão de ar, pois ele pode ser levado pelo vento.
c) Ao chegar, vi você perambulando pelo shopping center da Mooca.
d) Ei, você, posso entrar por esta rua?
e) Na estação Trianon-Masp desceu Angelina; na Consolação, desceu você.

Questão 3 (Osec-SP) - Das seguintes orações: “pede-se silêncio”, “a caverna anoitecia aos poucos”, “fazia um calor tremendo naquela tarde”, o sujeito se classifica respectivamente como:

a) indeterminado, inexistente, simples.
b) oculto, simples, inexistente.
c) inexistente, inexistente, inexistente.
d) oculto, inexistente, simples.
e) simples, simples, inexistente.

Questão 4 (FCC-TRT adaptado) – O verbo que exige o mesmo tipo de complemento do verbo da oração “a dificuldade mais monumental provinha dos desafios técnicos do projeto” aparece em:

a) Ele inventou um guindaste.
b) Os governantes da cidade italiana iniciavam uma empreitada épica.
c) Ele fazia seus projetos em código.
d) Em outra ocasião, armou uma farsa.
e) O gênio de Brunelleschi residia em seu domínio da dinâmica dos materiais.


Questão 5 (FCC-TRT adaptado) – A relação entre verbo e complemento da oração “o projeto rendeu frutos” também ocorre em:

a) Entre 2002 e 2007, o produto interno bruto cresceu a uma taxa de 4% ao ano.
b) Elas respondem, agora, por 28% da economia nacional.
c) Hoje, um em cada quatro brasileiros vive em cidades médias.
d) Esses municípios obtiveram melhores resultados na preservação de seu tecido urbano.
e) Os investidores depararam com capitais estrangulados.

* * *


Veja, agora, o

GABARITO OFICIAL E COMENTÁRIOS


Não desça 
a página se 
ainda estiver
fazendo
as questões



* * *



Questão 1 – letra C
Nível da Questão - Médio
Comentários: Na letra A, o sujeito é “alguém” (sujeito determinado simples). Lembre-se de que pronomes indefinidos também podem funcionar como sujeito (“nada”, “algo”, “algum”, “alguma coisa”, “ninguém”, etc). Na letra B, o sujeito é inexistente porque o verbo (“anoitecia”) expressa um fenômeno natural  (como “chover”, “nevar”, “amanhecer”, etc). Na letra D, o sujeito também é inexistente porque o verbo “haver” está sendo usado com o mesmo sentido de “existir”, sendo, portanto, um verbo impessoal (sem “pessoa”, sem sujeito). Na letra E, o sujeito é “as lágrimas” (sujeito determinado simples), já que foram elas que caíram de seus olhos. A alternativa correta é a letra C, pois o verbo “viver” está acompanhado pelo índice de indeterminação do sujeito (“se”).

Questão 2 – letra E
Nível da Questão: Médio
Comentários: Na letra A, o sujeito é “alcançar aquela peça do maleiro” (“alcançar aquela peça do maleiro cabe a você), sendo que “você” é o objeto indireto. Nas letras B, C e D os sujeitos são implícitos (ou seja: só o descobrimos pela conjugação do verbo). Sendo assim, na letra B o sujeito é o pronome “tu” e nas letras C e D o sujeito é o pronome “eu”. A alternativa correta é a letra E, já que podemos entender que “você desceu na Consolação”.


Questão 3 – letra E
Nível da Questão: Difícil
Comentários: na primeira oração (“pede-se silêncio”), o sujeito é “silêncio”. Afinal, o que é que se pede? Resposta: se pede silêncio. Portanto, é errado considerar “se” como índice de indeterminação do sujeito, já que o sujeito é “silêncio”. Na segunda oração (“a caverna anoitecia aos poucos”), o verbo “anoitecer” expressa um fenômeno natural (como “chover” e “nevar”, por exemplo) e esses verbos são impessoais (eles não têm sujeito). Entretanto, nessa oração, o verbo não está sendo usado no sentido literal, mas sim está sendo usado num sentido metafórico. Afinal, a caverna não pode anoitecer (quem anoitece é o dia, não é a caverna). Portanto, nesse caso, o sujeito é determinado simples (“a caverna anoitecia”). Na terceira oração (“fazia um calor tremendo naquela tarde”), o verbo “fazer” está sendo usado para expressar um fenômeno natural (“calor”), portanto é um verbo impessoal (não tem sujeito). Sendo assim, a alternativa correta é a letra E.

Questão 4 – letra E
Nível da Questão: Fácil
Comentários: na oração “a dificuldade mais monumental provinha dos desafios técnicos do projeto”, o verbo “provinha” é transitivo indireto (“a dificuldade provinha de alguma coisa”), exigindo a preposição “de”. Portanto, precisamos encontrar a alternativa que também possui um verbo transitivo indireto. Nas alternativas A, B, C e D os verbos são transitivos diretos, ou seja: não exigem preposição (“ele inventou alguma coisa”, “os governantes iniciaram alguma coisa”, “ele fazia alguma coisa” e “armou alguma coisa”). A alternativa correta é a letra E, pois o verbo é transitivo indireto (“o gênio de Brunelleschi residia em alguma coisa”).

Questão 5 – letra D
Nível da Questão: Médio

Comentários: na oração “o projeto rendeu frutos”, o verbo “render” é transitivo direto (“o projeto rendeu alguma coisa”). Essa é a relação entre o verbo (“rendeu”) e o seu complemento (“frutos”).  Portanto, precisamos encontrar a alternativa que possui um verbo transitivo direto. Nas alternativas A e C os verbos são intransitivos (“o produto interno cresceu” e “um em cada quatro brasileiros vive”), ou seja: os verbos “crescer” e “viver” não precisam de complementos verbais, assim como “morrer”, “dançar”, “nadar”, entre muitos outros. Nas alternativas B e E, os verbos são transitivos indiretos (“elas respondem por isso” e  “os investidores depararam com isso”), ligando-se aos objetos por meio de preposições (“por” e “com”). A alternativa correta é a letra D, já que ela tem um verbo transitivo direto (“esses municípios obtiveram alguma coisa”) da mesma forma que a oração do enunciado também tem (“o projeto rendeu alguma coisa”). 

Um comentário: