Predicado

Você, que está acompanhando nosso plano de estudo, já viu vários conceitos. Agora, já estamos na reta final do Módulo I. Os conceitos finais são mais simples. Você conseguiu entender as definições mais difíceis desse módulo. 

Hoje, vamos falar do predicado. 

Nos exemplos a seguir, as expressões negritadas são chamadas de "predicados". É o que resta da oração tirando-se o sujeito.

Creuzumira lavou a calçada. 
Os alunos do colégio Brega-Brega foram péssimos na prova.
Zucrinaldo e Frigomildo caíram na escada 




O predicado é classificado em: verbal, nominal e verbo-nominal.

1) Predicado Verbal: indica ação. Isso quer dizer que o verbo não é de ligação. 


Acheropito caiu de bicicleta



2) Predicado nominal: indica estado. Isso quer dizer que o verbo é de ligação. Os verbos de ligação são aqueles que não indicam ação, mas sim, estado.
(exemplos de verbos de ligação: ser, estar, permaneceu, etc...)


Acheropito está com sono. 




3) Predicado verbo-nominal: indica tanto estado, como ação.

Acheropito caiu sonolento com a bicicleta. 

 Pronto. Predicado é só isso: é a estrutura da oração sem o sujeito. 

Agora, nós vamos ver outro conceito parecido: é o predicativo. Tenha cuidado para não confundir, pois os nomes são semelhantes. 

PLANO DE ESTUDO "ANÁLISE SINTÁTICA SEM TRAUMA" - CONTINUAR 

7 comentários:

  1. Boa noite,
    a respeito sobre o predicado verbo-nominal, o verbo não indica estado mas tem predicativo ( sujeito ou do objeto ) e vi que você disse que o verbo indica tanto estado, como ação, fiquei em dúvida

    ResponderExcluir
  2. Boa pergunta, Leonardo.

    De fato, no predicado verbo-nominal o verbo explícito indica ação, mas existe um verbo que está implícito. Veja:

    "Acheropito caiu sonolento de bicicleta"

    Nesta oração, nós temos duas ideias:

    Acheropito caiu de bicileta
    Acheropito estava com sono

    A ideia "estava com sono" contém o verbo de ligação que indica estado. Portanto, eu tenho num único predicado a ideia de ação e de estado.

    ResponderExcluir
  3. na frase "Acheropito está com sono", a expressão "com sono" seria um adjunto adverbial ou um objeto direto? pois "com sono" seria a mesma coisa que "sonolento" que no caso é um advérbio! qual seria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não... Veja bem:

      Se você só dizer "Acheropito está", então vamos perceber que está faltando alguma coisa que complete o sentido (está o quê?). Portanto, precisamos de um complemento (logo "com sono" não pode ser adjunto adverbial).

      O verbo "estar" é um verbo de ligação (indica estado) e quem completa o sentido da oração que tem verbo de ligação é o predicativo.

      Ou seja: o predicativo é o "objeto direto", só que com verbos de ligação (ser, estar, etc).

      Excluir
    2. ah sim! muito obrigado, tinha confundido as idéias aqui!

      Excluir
  4. Você pode me explicar mesmo sobre o o seu comentário anterior?
    "Ou seja: o predicativo é o "objeto direto", só que com verbos de ligação (ser, estar, etc)."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sim.

      Vamos pegar um exemplo:

      "Astolfo comprou um porco"

      O verbo "comprar" é transitivo direto e "um porco" é objeto direto.

      Agora, se trocar o verbo "comprar" por um verbo de ligação, o objeto direto se transforma no predicativo.

      Exemplo:

      Astolfo é um porco.

      Agora, o verbo "ser" é um verbo de ligação e "um porco" é o predicativo.

      O predicativo é o complemento do verbo de ligação, enquanto que os objetos são complementos dos verbos transitivos. Ou seja: o predicativo funciona como os objetos funcionam, complementando o sentido do verbo. A diferença é o verbo empregado (que precisa ser verbo de ligação).

      Excluir