ADJUNTO ADNOMINAL ou PREDICATIVO?

predicativo do sujeito, predicativo do objeto, adjunto adnominal, como diferenciar, qual é a diferença

Neste artigo, vamos esclarecer todas as dúvidas que envolvem predicativo do sujeito, predicativo do objeto e adjunto adnominal. Se você não lembra o que são adjuntos adnominais, clique aqui. E se você não lembra o que é predicativo, clique aqui. Se a sua dúvida é especificamente sobre a diferença entre adjunto adnominal ou predicativo, então veja:



ADJUNTO ADNOMINAL ou PREDICATIVO? 

Observe a oração abaixo:

Os pinguins despreocupados abandonaram o iceberg. 

Como saber se "despreocupados" é adjunto ou predicativo? Bem, "despreocupados" está associado ao núcleo do sujeito ("pinguins"). Então vamos tentar transformar o sujeito numa única palavra:

Eles abandonaram o iceberg. 

Pronto: eu consegui transformar "os pinguins despreocupados" em uma única coisa: "eles". Veja que "despreocupados" sumiu (mágica!). Se ele sumiu (foi para dentro do "eles"), isso quer dizer que "despreocupados" é um adjunto adnominal. 

Agora, veja:

Os pinguins abandonaram o iceberg despreocupados

A palavra "despreocupados" continua associada a "pinguins", que é o núcleo do sujeito. Logo, vamos tentar transformar o sujeito numa coisa só:

Eles abandonaram o iceberg despreocupados

Veja que o "despreocupados" ficou de fora. Se ele não sumiu (não foi para dentro do "eles") isso quer dizer que ele não está atuando como adjunto, mas sim como predicativo. Como "despreocupados" se refere a pinguins (sujeito da oração), então "despreocupados" é classificado como "predicativo do sujeito".

Próximo exemplo:

Os pinguins abandonaram o iceberg gigante


A palavra "gigante" é adjunto ou predicativo? Bem, ele está associado ao objeto direto da oração (iceberg). Portanto, vamos tentar transformar o objeto numa coisa só. 

Os pinguins abandonaram + o iceberg gigante = os pinguins abandonaram-no

Veja que eu consegui transformar "o iceberg gigante" numa coisa só: "-no". Veja que "gigante" sumiu (foi para dentro do "-no"). Portanto, "gigante" é um adjunto adnominal. 

Agora, veja:

Os pinguins deixaram o iceberg destruído


A palavra "destruído" é predicativo ou adjunto? Como essa palavra está associada a "iceberg" (objeto da oração), então vamos tentar transformar o objeto numa coisa só:

Os pinguins deixaram-no destruído

Veja que o "destruído" ficou de fora: eu não consegui juntá-lo com o objeto, não consegui colocá-lo dentro do "-no". Portanto, a palavra "destruído", nesse caso, é um predicativo. Como ele está associado ao objeto (iceberg), então ele será classificado como "predicativo do objeto".

CONCLUSÃO

Por que essa regra dá certo?

Os adjuntos adnominais estão dentro do sujeito ou do objeto. Portanto, se você conseguir transformá-los numa coisa só (numa palavra ou num pronome oblíquo), então os adjuntos que fazem parte do sujeito ou do objeto também vão para dentro dessa coisa única. 

O predicativo, por outro lado, é um complemento que completa o sentido do sujeito (predicativo do sujeito) ou do objeto (predicativo do objeto). Portanto, se você transformar o sujeito ou o objeto numa coisa única, o predicativo continuará no lado de fora, completando o sentido dessa coisa única. 

3 comentários:

  1. Olá gostaria de avisar que no 5º exemplo, está faltando o "s" no "o" pra ficar corretamente no plural.
    Obrigado por esse excelente blog que tem me ajudado muito ^^

    ResponderExcluir