Regência Verbal

Aula: Regência Verbal 
Parte: 1
Versão em vídeo





* * *


Aula: Regência Verbal 

Parte: 1
Versão em texto

regência verbal 1.1




E aí pessoal, tudo bom? 

Esta é a primeira parte da nossa aula sobre regência verbal. A primeira coisa que nós precisamos fazer é entender realmente o que é regência verbal, entender bem o conceito para depois começarmos a ver os casos principais de regência. 

O QUE É REGÊNCIA?

Olha bem pra essa frase: 

Bonifácio gosta Star Wars

Está meio estranho isso aí, não é? Está faltando uma coisa, que é a preposição “de”. O correto é:

Bonifácio gosta de Star Wars

Por que a gente tem que usar esse “de”? 
Resposta: foi a regência verbal que mandou usar.


regência verbal 1.2



A regência verbal vai nos dizer quando nós usamos as preposições junto com os verbos. Quando nós escolhemos os verbos para formarmos as frases (as orações), alguns verbos exigem o uso de preposição. Isso é regência. 



regência verbal 1.3



A regência verbal vai dizer que sempre que nós usamos o verbo “gostar” numa frase, nós precisamos usar a preposição “de: "gosto de", "gostei de", "gostamos de", "gostaram de" e assim por diante. Isso significa que o verbo gostar exige a preposição “de”. Ele rege a preposição “de”. 

Cada verbo tem a sua regência, que vai dizer pra gente se o verbo usa ou não usa preposição (e se usar, a regência verbal vai dizer qual é preposição que nós temos que usar junto com o verbo). Nós só vamos estudar os casos principais de regência, já que existem mais de 10 mil verbos na língua portuguesa. 

NAMORAR

Muita gente usa o verbo namorar com a preposição “com”, mas a gramática diz que não devemos usar nenhuma preposição

Errado: Bonifácio namora com Matilde
Certo: Bonifácio namora Matilde, (sem a preposição “com”)

Errado: Com quem você namora?
Certo: Quem você namora?  (sem preposição "com)


Veja que o verbo namorar não exige preposição e se liga diretamente ao seu complemento, Matilde. 


regência verbal 1.4



Quando isso acontece, o verbo (namorar) é classificado como transitivo direto (VTD) e o seu complemento é chamado de objeto direto (OD). Ou seja: o verbo transitivo direto é aquele que se liga diretamente ao objeto direto, sem usar preposição. 


SIMPATIZAR


O verbo “simpatizar” rege a preposição “com”.

Bonifácio simpatiza com Matilde


O verbo “simpatizar” exige a preposição “com”, ou seja: entre o verbo e o complemento nós temos uma preposição. Então, o verbo simpatizar é classificado como transitivo indireto (VTI) e o seu complemento, Matilde, é chamado de objeto indireto (OI).

OBEDECER/DESOBEDECER


Os verbos obedecer e desobedecer são transitivos indiretos porque exigem a preposição “a”. 

Errado: Bonifácio obedece o pai
Certo é: Bonifácio obedece ao pai

A mesma coisa acontece com o verbo desobedecer: Bonifácio desobedece ao pai


Observação: por que escrevemos “ao”? 

Resposta: o verbo obedecer exige preposição “a” (Bonifácio obedece a) e essa preposição se junta com o artigo definido “o”, de “o pai”. O “ao” é a união da preposição “a” com o artigo “o”. A preposição está dentro do “ao”, junto com o artigo.

regência verbal 1.5


E se tivéssemos uma palavra feminina no lugar de “pai”, como “mãe”, por exemplo, nós usaríamos o artigo “a” em vez de “o” e aí ficaria Bonifácio obedece a + a mãe. Temos a preposição “a”, que veio da regência do verbo obedecer e temos o artigo “a”, de “a mãe”. Como não existe “aa”, a gente representa essa união com a crase, que é representada pela letra “a” (que é a letra repetida) com o acento grave. Então devemos usar crase em Bonifácio obedece à mãe.

regência verbal 1.6

regência verbal 1.7



Ou seja: enquanto que o “ao” é a união da preposição “a” com o artigo “o”, a crase é a união da preposição “a” com o artigo “a”. 

PREFERIR

Outro caso que gera muitas dúvidas é o caso do verbo preferir. Muita gente usa “do que”, mas a norma padrão diz que devemos usar a preposição “a”. 

Errado: Bonifácio prefere português do que matemática
Certo: Bonifácio prefere português a matemática

* * *

No vídeo de hoje, você aprendeu o que é regência verbal e também aprendeu a regência dos verbos namorar, simpatizar, obedecer, desobedecer e preferir. Porém, ainda faltam outros casos importantes que precisamos estudar e nós vamos falar deles na próxima parte desta aula. 

Nos vemos, então na parte 2. Combinado?

Até a próxima, pessoal. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Blog do Gramaticando - 2017. Todos os direitos reservados.
Edição: Peter Ensi.
Tecnologia do Blogger.