Candidato a presidente, à presidente, a presidência ou à presidência? Quando usar a crase?

Imagine o presidente do Brasil fazer um comício e dizer:

"Ma oe! Quem quer dinheiro? Rá-rá-rá ri-ri! Barras de ouro que valem mais que dinheiro!"



Bem, isso quase aconteceu. Afinal, Silvio Santos também já quis ser presidente do país e, pelas pesquisas, tudo indicava que o dono do SBT ia subir a rampa do Congresso Nacional e deixar Collor e Brizola chupando o dedo. 

Bem, eu poderia falar de outras curiosidades do animador, mas essa é uma página de gramática. E a campanha de Silvio Santos para presidente tem tudo a ver com a crase. Observe as alternativas:

I - Silvio Santos foi candidato a presidente
II - Silvio Santos foi candidato à presidente
III - Silvio Santos foi candidato à presidência
IV - Silvio Santos foi candidato a presidência 

E então? Quais são as alternativas corretas? Será que você entendeu bem como funciona a crase?

O macete diz que nós devemos trocar a palavra feminina por uma masculina e ver se aparece o "ao". Se aparecer, então a crase será usada. Isso ocorre porque a crase é a fusão entre uma preposição e um artigo que, por coincidência, são iguais ("a+a=à"), o que acaba confundindo as pessoas. Logo, trocar a palavra feminina pela masculina é um jeito de descobrir se o verbo exige ou não a preposição "a". 

Por exemplo:

Vou a praia

Se estamos na dúvida a respeito da crase, vamos trocar "praia" por uma palavra masculina e ver se aparece o "ao". Se aparecer o "ao", então haverá crase. 

Vou ao cinema

Pronto. Eu digo "vou ao cinema" (e não "vou a cinema"). Logo, na frase original a crase é usada. Portanto, devemos escrever "vou à praia". 

Porém, o macete pode acabar sendo usado de modo errado. Observe:

Silvio foi candidato a presidente

Vamos trocar "presidente" por outra palavra masculina. Temos:

Silvio foi candidato ao cargo 

Como apareceu o "ao", então devemos escrever "Silvio foi candidato à presidente". 

ATENÇÃO: isso está errado

Quando trocamos a palavra feminina pela masculina, devemos escolher uma troca mais equivalente. Presidente é uma pessoa, mas cargo não é pessoa, e sim uma função. Logo, devemos trocar "presidente" pelo nome de outro cargo ocupado por uma pessoa. A troca poderia ser algo assim:

Silvio foi candidato a governador

Pronto. Não apareceu o "ao". Logo, devemos escrever a frase original sem crase: "Silvio foi candidato a presidente". 

Vamos para o outro exemplo:

Silvio foi candidato a presidência

Vamos trocar "presidência" por "governo". Temos:

Silvio foi candidato ao governo

Logo, como apareceu o "ao" devemos escrever "Silvio foi candidato à presidência"

Conclusão:

Devemos dizer "candidato a presidente" e "candidato à presidência". 





Você sabia que Silvio Santos também já trabalhou na Globo e que, além disso, ele já foi dono da Record?
Quer ver mais curiosidades dele? Clique aqui e acesse o artigo do VINICBLOG.

Um comentário:

  1. Muito interessante a forma de ensinar Gramática. Adoro seu blog!

    ResponderExcluir