Adjunto Adnominal ou Aposto Especificativo?




O adjunto adnominal e o aposto especificativo são bem parecidos. O que muda é que o aposto especificativo tem a função de especificar o substantivo, indicando exatamente quem ele é (indicando o nome). Já o adjunto adnominal apenas caracteriza ou determina o substantivo. Você vai entender melhor com o exemplo abaixo:

A cidade de Petrópolis está limpa. 

As ruas de Petrópolis estão limpas. 

No primeiro caso eu escrevi: "a cidade de Petrópolis". Veja que Petrópolis é o nome da cidade, ou seja: eu estou especificando o nome da cidade. Portanto, trata-se de aposto especificador (ele especifica o substantivo "cidade"). 

Já no segundo caso eu escrevi "as ruas de Petrópolis". Veja que eu não posso aplicar o mesmo raciocínio do caso anterior (não posso dizer que o nome das ruas é Petrópolis). A expressão "de Petrópolis" não está especificando o substantivo "ruas", mas sim está o caracterizando, indicando que as ruas pertencem à Petrópolis. Portanto, nesse caso, a expressão "de Petrópolis" é um adjunto adnominal. Veja o próximo exemplo:


A esteira da academia é boa.

A esteira amarela é boa. 

A esteira do Joãozinho é boa. 

A esteira MAX2000 é boa. 

Nos três primeiros exemplos eu dei características da esteira: local de uso (academia), cor (amarela), dono (do Joãozinho). Portanto, essas expressões são adjuntos adnominais (que apenas caracterizam a esteira, dando informações adicionais). 

Por outro lado, observe que, no último exemplo, eu especifiquei o nome da esteira. "MAX2000" é o nome da esteira (estou especificando o nome). Portanto, MAX2000 é o aposto especificativo da esteira (estou especificando o nome da esteira). Ao contrário dos adjuntos adnominais (que apenas deram características e informações gerais da esteira), o aposto especificativo especificou o nome da esteira. 

aposto especificativo adjunto adnominal
MAX2000: sempre o melhor para você!

Um comentário: