Funções do "se"

Um internauta sugeriu, por meio do formulário de contato, que eu falasse
 a respeito das funções do "se".


VOCÊ PEDE, O BG FAZ!

Basicamente, o  "se" pode ser conjunção ou pronome. Vamos ver cada caso.

1) Atuando como conjunção 

Como você diz "graças à Deus tirei 10" se você é ateu?
Avise-me se você encontrar uma galinha mutante na rua. 
Florentina quer saber se o fim do mundo é amanhã. 





Se quiser manter seu carro inteiro, então não deixe Zulmira chegar perto dele

Zulmira depois de conseguir a façanha de estacionar seu carro sem dar perda total.
Saiu até no jornal!
Nesses exemplos, o "se" atua como conjunção.

Aumentando o nível:

  Se o "se" (atuando como conjunção) tiver o mesmo sentido de "visto que" ou "já que", então ele será classificado como conjunção subordinada causal. Logo, no primeiro exemplo dado, o "se" tem essa classificação, pois podemos entender a pergunta como: Como você diz "graças à Deus tirei 10" visto que/já que você é ateu?


  Agora, se o "se" expressar condição, então ele será classificado como conjunção subordinativa condicional. É o exemplo da Zulmira. Afinal, para manter seu carro inteiro, é preciso que Zulmira fique longe dele (que é a condição para se manter o carro inteiro). 


paniconoflogao13 | ela so queria estacionar o carro!!!!!!!!!!!
A irmã de Zulmira um dia depois de tirar a sua carteira de habilitação


2) Atuando como pronome 

Se o "se" estiver no ladinho do hífen, então ele será um pronome. Aí, ele terá várias classificações

2.1) Pronome Reflexivo

Acontece quando o sujeito pratica e recebe a ação. Em suma: o camarada faz algo com ele mesmo.

Zucrinaldo vestiu-se de homem de ferro

Esse "-se" é um pronome reflexivo pois "Zucrinaldo vestiu Zucrinaldo", ou seja: ele praticou e recebeu ao mesmo tempo a ação. Ele vestiu a si mesmo e foi vestido por si mesmo, entendeu?

Fantasia maravilhosa de "Homem de Ferro" produzida por  Lucreide Creuza,
estilista da Brega-Brega Modas LTDA


2.2) Pronome recíproco

Confere reciprocidade de ações entre as pessoas. Em suma: duas ou mais pessoas compartilham a mesma ação (um ao outro).

Marilude e Josefino se amam. 



Josefino ama Marilude e Marilude ama Josefino, ou seja: um ama o outro. Isso é ser recíproco.

2.3) Pronome Apassivador

Vendem-se caminhonetes
Caminhonetes são vendidas

Se você pode fazer esse tipo de construção, então o "se" se chama "pronome apassivador". É quando o "se" é empregado numa oração que pode passar para a voz passiva (leia "vozes verbais"). Você pode dizer tanto do primeiro modo (modo ativo), tanto do segundo (modo passivo).

Obs: veja que o verbo está conjugado na terceira pessoa (ele) do plural (eles), ficando "vendem". Assim, é possível converter a oração para a voz passiva. 



Mais uma bela caminhonete à venda pela Brega-Brega Concessionárias LTDA


2.4) Índice de Indeterminação do Sujeito

Precisa-se de professor.
Professor é precisado??? 

Veja que, nesse caso, eu não posso inverter a oração que nem no item 2.3, ou seja: não é possível passá-la para a voz passiva. Isso acontece porque simplesmente eu não sei quem é o sujeito. Afinal, quem está precisando de professor? Resposta: eu não sei! Logo, esse "-se" é um índice de indeterminação do sujeito.

Típica sala de aula do centro de estudos Brega-Brega LTDA.
Slogan: "Aqui pode faltar tudo, menos professor!"
2.5) Blá-blá-blá...

Além desses pronomes, o "se" pode ser uma coisa chamada "parte integrante do verbo", o que ocorre em alguns verbos específicos: arrepender-se, vangloriar-se, queixar-se, entre outros. Esses verbos quase sempre expressam sentimentos ou atitudes próprias do sujeito. Além disso, o "se" pode ser "partícula de realce", ou seja: não servir para nada.

Exemplo:

O aluno riu-se do professor maluco
O aluno riu do professor maluco

Viu? Esse "se" não serve pra nada a não ser "realçar" ou "enfeitar". Se ele for retirado da oração, o sentido dela será mantido e você o entenderá perfeitamente.

R E P L A Y

Vimos nessa postagem que o "se" pode ser conjunção ou pronome. Como conjunção, ele pode ter valor causal" ou valor consecutivo. Atuando como pronome, ele posse ser um monte de coisas: reflexivo, recíproco, partícula apassivadora, índice de indeterminação do sujeito, parte integrante do verbo ou frescura partícula de realce. 

Essa postagem não existiria caso um leitor do blog não tivesse enviado uma solicitação por meio do formulário de contato. Envie sua sugestão ou pergunta para o BG e veja a sua ideia virar uma postagem e ajudar as milhares de visitas mensais que acessam o blog. 

 O LEITOR PEDE
O BG FAZ


da onde tirei as imagens... (na ordem em que apareceram nessa postagem)
fotocomedia.com
na imagem 
gifmefun.com
nozesnafrita.com.br
na imagem
theadvocateweblog.com

Um comentário: